Impregnado com o profundo simbolismo da transformação perpétua e da energia ancestral, o ícone essencial da Bvlgari passou por uma profunda evolução em suas iterações, mantendo firmemente sua essência original.

A habilidade inventiva da Bvlgari reimaginou meticulosamente a forma sinuosa da criatura mítica, explorando ao máximo as possibilidades estéticas desse signo poderoso.

O ícone estreou em 1948 como uma joia-relógio apresentando uma pulseira feita com a técnica tubogas que envolvia confortavelmente o pulso.

Mais tarde, o ícone abraçou uma infinita experimentação criativa através de sua essência multifacetada. Cabeças cravejadas com pedras preciosas, esmaltes multicoloridos animando sua vestimenta preciosa, escamas gráficas, iterações figurativas ou mais estilizadas interpretaram com sucesso o espírito de cada era.

Serpenti

Voltar